Palestra trata do uso de insetos na gastronomia

/, Notícias/Palestra trata do uso de insetos na gastronomia

Palestra trata do uso de insetos na gastronomia

2018-10-04T14:58:23+00:00

Na noite desta quarta-feira, 3, estudantes do curso de Gastronomia e Nutrição da Faculdade Avantis tiveram uma experiência inusitada com a palestra “Antropoentomofagia – Insetos como Recurso Alimentar”. A conversa aconteceu na cozinha industrial da faculdade e foi ministrada pelo Chef Rossano Linassi, que mostrou aos participantes os benefícios e as dificuldades de introduzir os insetos dentro da gastronomia brasileira.

 

Comuns dentro da alimentação humana em mais de 120 países, os insetos são ricos em proteínas e ainda contribuem para a economia, já que os recursos para produzi-los podem ser encontrados facilmente no meio ambiente. Os bichos que o Chef Rossano costuma utilizar são produzidos em cativeiro e, por isso, passam por vários processos até chegarem aos pratos feitos por ele. Para a palestra, ele montou algumas receitas com larvas de besouro, formigas e cinéreas, uma espécie de baratas, que depois puderam ser degustadas pelos estudantes. “Momentos como esse na faculdade são importantíssimos, porque as pessoas começam a ver os insetos sobre os seus mais variados prismas e entendem como introduzi-los dentro da alimentação. Isso ajuda muito a acabar com o tabu de que o inseto não pode ser consumido e faz mal para a saúde”, destaca Rossano.

 

O professor de gastronomia teve o primeiro contato com o ingrediente há 20 anos em uma feira de sobrevivência e, a partir desse dia, decidiu experimentar os insetos dentro das suas receitas. Utilizados como carne, o ingrediente pode fazer parte de um prato doce ou salgado, de forma cozida, assada, frita ou até mesmo crua. Eles podem ser consumidos também indiretamente dentro de produtos como mel, cereais, farinhas, chás, remédios e corantes.

 

No Brasil, o gosto por esse inusitado ingrediente vem crescendo ao longo dos anos e ganhando espaço dentro das cozinhas. Por isso, o curso de gastronomia da Avantis, pretende incluir a participação do Chef Rossano dentro do curso. “Ele é um representante da antropoentomofagia e tem um papel muito importante junto aos produtores de insetos. Por isso, pra gente é muito importante a participação dele para mostrar aos alunos a realidade do mercado, e para que tenham processos criativos para realização de seus pratos no futuro. Os insetos que não foram utilizados hoje ficarão para nossos alunos utilizarem durante as aulas e assim engrandecerem o seu conhecimento gastronômico”, finaliza o Coordenador do Curso de Gastronomia da Avantis, Bruno Faro.